+55 (21) 2507-3353

Notícias

/
10abr2015

Ministério da Saúde abre negociações com nefrologistas

  • By Gestor Site Sonerj
  • 1 Tags
  • 0 Comments

Ministério da Saúde abre negociações com nefrologistas

PPouco mais de sessenta dias após assumirmos a gestão da Sociedade Brasileira de Nefrologia, fomos recebidos nesta quarta-feira, dia 8 de abril, em Brasília, pela Secretária de Atenção à Saúde (SAS) do MS, Dra. Lumena Furtado e pelo Coordenador da Alta e Média Complexidade da SAS, Dr. José Eduardo Fogolin Passos, na sede do Ministério de Saúde (MS).

 

Quanto aos pacientes soropositivos HCV e HBC, os dois representantes do MS, garantiram que as sessões serão pagas no mesmo valor do HIV. Nas próximas semanas, o MS publicará uma portaria com as devidas orientações em relação ao uso único nestes pacientes. Garantiram, também, que as unidades de diálise receberão todos os procedimentos realizados a partir da data da entrada em vigor da nova regra, desde que realizado o uso único/sessão.

 

Para isso, pedimos aos colegas que, ao enviar o faturamento este mês, encaminhem carta relacionando o número de pacientes HCV e HBC e seus respectivos exames e Números de APACs, além da data a partir da qual iniciaram o uso único.

 

Na nossa primeira reunião, protocolamos o pedido de inclusão do nefrologista no Código Brasileiro de Ocupações junto ao Sistema Único de Saúde, além de solicitar que o mesmo receba reembolso dos procedimentos, onde já consta na CBO. Foi pedida inclusão no MAPA (medida ambulatorial da pressão arterial), nos procedimentos de nefro intervenção (vasculares, endovasculares, fibrinólise, etc.) e de ultrassonografia do sistema urinário. Dr Fogolin recebeu nossa reivindicação em mãos.

 

O Ministério firmou o compromisso em manter o diálogo com a SBN sobre os principais itens da especialidade, priorizando o financiamento da TRS, políticas públicas, educação e pautas especificas de HD e DP.

 

Alertamos sobre os desafios e as exigências crescentes e as dificuldades econômico-financeiras do setor, principalmente, das unidades de diálise do interior do País e com menor número de pacientes. (apresentação disponível no site da SBN). Apresentamos dados e a Dra Lumena sugeriu apresentarmos um estudo econômico. Concordamos com a sugestão.

 

Com a abertura de diálogo mais próximo com o MS, queremos, juntos, encontrar soluções e alternativas para os problemas que afligem o setor e garantir a melhoria permanente da qualidade de atendimento dos pacientes em todo o País.

 

Este é o primeiro passo de um longo caminho que percorreremos em busca de resultados positivos.

 

A próxima reunião para dar continuidade à agenda de trabalho deverá ser marcada para o mês de maio.

 

Queremos agradecer o apoio e confiança depositada até o momento e esperamos contar com o apoio crescente de todos nesta luta que está apenas no início.

 

Acesse aqui e confira o material apresentado ao Ministério da Saúde.

 

Dra. Carmen Tzanno
Presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia
presidente@sbn.org.br

CATEGORIES Nefrologia